Duas ótimas exposições no Rio de Janeiro

—————————————————————————————————- 

Esta mensagem abaixo recebi do meu irmão Dimitri.

Vejam o saite de fotos dele, é muito bom: http://dmtr.multiply.com/ (está linkado aqui, no “De Casa”).

Como achei as dicas muito boas e estava com preguiça de escrever… peguei emprestado.

Divirtam-se.

“Caros, Nesse domingão de sol escaldante aqui no Rio eu aproveitei que tive que colocar calça e sapato para fazer um concurso aqui em Niterói e fui a tarde ver duas ótimas exposições que estão acontecendo no Centro Cultural da Justiça Federal (na Cinelândia) e no CCBB. Tão boas que não pude me furtar a enviar esse mail para aqueles que, imagino, iram gostar de vê-las.  No CCJFederal está acontecendo uma amostra de litografias coloridas de Rugendas. Um Alemão que esteve por essas bandas e que registrou, entre as décadas de 1820 e 1840, junto com a expedição de Langsdorff, imagens, costumes, tradições e o povo brasileiro daquela época. Um show de esmero quase fotográfico. Uma beleza. Site: http://www.ccjf.trf2.gov.br/prog/prog.htm 

A outra não deixa de ser uma continuação, no tempo, dessa exposição. No CCBB está em cartaz uma exposição de fotos do clã Ferrez (descendentes de Marc Ferrez, um dos primeiros, senão o primeiro fotógrafo a fotografar o Brasil) realizadas, principalmente, entre +- 1910-50, praticamente um século após Rugendas. São muitas, umas 400 e muito, muito interessante.

Ver a destruição do morro do Castelo (com um conjunto Jesuítico com Igreja, escola e hospital e que hoje seria com certeza um patrimônio da Humanidade, vide os que eu visitei na Argentina) e do casario colonial do Rio para abertura das grandes avenidas hoje infestadas de desordem, chega a dar dó.

Tem várias fotos de um Rio que já não existe mais: Barra da Tijuca sem nenhuma construção, Ipanema antes da garota, a lagoa só com a lagoa, o Flamengo sem o aterro, Santa Tereza só com o morro etc etc etc. Também existem fotos de um Brasil que eu já estive como Minas e Nordeste e de um Mundo que ainda estarei.

Não deixem de ir !!! site: http://www44.bb.com.br/appbb/portal/bb/ctr2/rj/DetalheEvento.jsp?Evento.codigo=32758&cod=3

Abraços,

Dimitri

PS: estão lá algumas fotos de OP e de Congonhas, vcs irão reconhecer os locais !! Em compensação, têm 3 fotos da Igreja da Penha que impressiona pela mudança. Uma delas é particularmente incrível: do alto da igreja uma foto mira a escadaria e o vale lá embaixo. É como se fosse uma cidade do interior com muito poucas casas e grandes extensões de áreas abertas. Completamente diferente do que vemos lá de cima hoje.”

———————————————————————————————————————

Dindin:

Em época de câmeras digitais, nada escapará à Históiria! Compre já a sua ou escolha uma melhor, procure as mais baratas pelo buscaPé.

——————————————————————————————————————–

9 comentários sobre “Duas ótimas exposições no Rio de Janeiro

  1. Oi, Declev! Adorei o seu site! Em breve (espero) eu também serei professora (letras), embora não pretenda deixar meu trabalho com o direito.Parabéns pelos textos. Passarei por aqui mais vezes. Beijos carinhosos!

  2. Oi Andrea, de vez em quando passo lá e vou de novo…

    Olá Christiane, seja bem-vinda. Como está a família? Pode passear à vontade por aqui, e comentar o que quiser. Seja bem-vinda também à profissão.

    Beijos.

  3. Meu muito caro Declev, foi uma grata surpresa encontrar este site que é a tua cara, generoso, bem informado e culto. Já marquei ele como um dos meus links RSS para me manter informada…. Te parabenizo por esta empreitada na qual sei que estas engajado desde ha varios anos…
    Ja que estou aqui, aproveito para te perguntar si podes me informar sobre o asunto especifico que estou procurando, se comenta que a famosa artista plastica francesa Orlan, deve estar chegando nestas semanas proximas para se apresentar em performance no predio da Oi, em Rio de Janeiro. Como eu ha algum tempo enho me dedicando a pesquisar essa area, Orlan tem uma certa popularidade entre meu circulo de alunos, e como imaginaras estas poucas oportunidades de encontro diretocom a obra e inclusive, com o proprio artista, e inadmissivel deixar passar… assim que caso possas me ajudar a encontrar informação sobre a vinda da Orlan, te agradecerei imensamente, Um grande abraço e Parabens novamente pelo site!

    Conchita – caso nao lembre de mim, a gente se conheceu na epoca em que trabalhei no Centro Cultural Paschoal Carlos Magno, em Niteroi…

  4. Olá Conchita, que prazer revê-la!

    É claro que lembro, oras!

    Muito obrigado pelos elogios.

    Infelizmente não sei te informar sobre a Orlan, mas minha esposa adorou saber que ela estará por aqui.

    Ela fez História da Arte e também pesquisa nesta área. Fez a dissertação sobre o Beuys. Acho até que já escreveu algo sobre a Orlan também.

    Desta forma, ela deve procurar se informar e assim que tiver algo, te aviso. Provavelmente iremos também…

    Volte sempre!

Os comentários estão encerrados