Saber ler não é juntar letra por letra

Recebi estes pequenos textos por emails, junto com outros “testes”.

Já os conhecia, mas achei interessante para colocar aqui.

É que mostra que quem sabe ler, não lê juntando letrinha por letrinha, depois sílaba por sílaba.

Quem lê lê a palavra como um todo. Não pensa no que faz.

É como respirar, como piscar os olhos. Não pensamos pra fazer.

Se não for assim, o não leitor ao final de uma frase não se lembrará do que ‘decodificou’.

Já mostrei estes textos aos meus alunos, para que eles entendam isso.

E só se consegue olhar um texto e entendê-lo de um jeito: lendo.

Só se toca música praticando, só se joga bem futebol treinando e assim por diante.

Vejam e divirtam-se:

 

 

De aorcdo com uma peqsiusa de uma uinrvesriddae ignlsea, não ipomtra em qaul odrem as Lteras de uma plravaa etãso, a úncia csioa iprotmatne é que a piremria e útmlia Lteras etejasm no lgaur crteo.

O rseto pdoe ser uma bçguana ttaol, que vcoê anida pdoe ler sem pobrlmea. Itso é poqrue nós não lmeos
cdaa Ltera isladoa, mas a plravaa cmoo um tdoo.

Sohw de bloa.

35T3 P3QU3N0 T3XTO 53RV3 4P3N45 P4R4 M05TR4R COMO NO554 C4B3Ç4 CONS3GU3 F4Z3R CO1545 1MPR3551ON4ANT35!

R3P4R3 N155O!

NO COM3ÇO 35T4V4 M310 COMPL1C4DO, M45 N3ST4 L1NH4 SU4 M3NT3 V41 D3C1FR4NDO O CÓD1GO QU453 4UTOM4T1C4M3NT3, S3M PR3C1S4R P3N54R MU1TO, C3RTO?

POD3 F1C4R B3M ORGULHO5O D155O!

SU4 C4P4C1D4D3 M3R3C3! 

P4R4BÉN5!

Abraços,

Declev Reynier Dib-Ferreira

5 comentários sobre “Saber ler não é juntar letra por letra

  1. Consegui ler o texto, me chamou atenção o titulo do artigo devido estar em uma turma de 2ªsérie do ensino fundamental e a maioria dos alunos não lêem fluentemente. Preciso de idéias inovadoras para manterem eles atentos aos conteúdos precisos.

  2. Show de bola mesmo hein, consegui ler normalmente sem qualquer problema… já conhecia isto, mas já faz muito tempo que conheci, nem me lembrava direito como era.

  3. Adorei os textos(consegui ler todas as palavras e fiquei super orgulhoso) e a sua pagina excelente! Perdoe-me pela falta dos “acentos”. Estou no exterior!

Os comentários estão encerrados