“o aguadeiro”.

 


o aguadeiro anuncia a chegada, derramando sobre nós, anéis do tempo e espirais de espaço,,, bailam no ar ecos luminosos e multicoloridos, informando a transformação pós contemporânea em forma de outdoores,, de quando em vez o aguadeiro provoca enchentes catastróficas sobre cabeças ocres, sararás, chocolates, pretas,,, sobre a vil cidade também desabam boas novas: o aguadeiro, sobre prédios elegantes e favelas verticais, sobre condomínios organizados e fotos de cartões postais, mas tapumes em cores computadorizadas, vedam os olhos do ingleses e dos menos avisados, em forma de baners e outdoores e, meus olhos, cada vez menores, apontam seus fuzis no alvo do futuro,,, o sinal do aguadeiro, novamente caiu,,, a favela sumiu, e vejam que já passou março e abril…

 

 

2011

About Dante Pincelli

Check Also

Isso não é arte!

Isso não é arte?? Quem é você pra dizer que algo é ou não é “arte”? …

One comment

  1. Legal vc usar a imagem do aguadeiro, que é justamente a história mitológica (o aguadeiro do mito chama-se Ganimedes) ligada ao signo de Aquário e à tão falada “Era de Aquário”. O mais lindo nesse mito, pra mim, é algo da maior importância para a Educação: o aguadeiro é o que compartilha o néctar dos deuses com todos os mortais, como ele foi um dia, antes de ser levado por Zeus para o Olimpo. Simboliza fraternidade, igualdade mantendo as diferenças – todo mundo é igual enquanto ser humano e todo mundo é diferente, pois cada um tem algo de único -, entre outras coisas.
    Gostei. 🙂