A escola tá um caos! – Por que será?

Chego à escola meia hora atrasado, atipicamente, depois de uma hora e quarenta minutos de trânsito, em pé em ônibus lotados e quentes – quando demoro, em dia normal, em média 40-50 minutos pra chegar.

No portão da escola, uma mãe irritada vem saindo e me pergunta: “Você é professor?”

– Sou.

– É novo?

– Ãhn?

– É novo na escola?

– Não. – Respondo, já sem paciência… (tenho 11 anos nesta escola).

– Você veio pra ajudar?

– Ãhn?

– Você veio pra ajudar a escola?

– Ãhn?

– A escola tá quase sem professor, um monte de turmas em horário vago, sem ter aula!

E ela veio falar isso PRA MIM, como a reclamar DE MIM, que sofro as mazelas da escola junto com os alunos, lá dentro e fora dela???

Mexeu com a pessoa e na hora erradas.

Respondo, ao final, já irritado de

  • 1:40h de engarrafamento;
  • salário achatado;
  • terem retirado o difícil acesso porque aqui “tem mais de duas linhas de ônibus” (menos R$ 222,00 no já baixo salário);
  • terem retirando e modificando as regras do plano de saúde;
  • receber apenas 12,00 de alimentação por dia de trabalho;
  • não ter ar condicionado na sala dos professores;
  • não ter nem bebedouro para os professores;
  • a escola estar sem cadeiras nem mesas para os alunos;
  • ter sala sem portas;
  • ter salas sem ar condicionado NEM ventilador…

– Tá sem professor porque as pessoas não aguentam, muitos estão doentes, de licença! Elas faltam porque não são respeitados, tiram tudo da gente e daqui a pouco estaremos pagando pra trabalhar. E tudo cai na cabeça do professor!! Assim é melhor ficar em casa!!!!

Entrei e fui trabalhar.

Está em curso um processo muito bem engendrado de falência intencional da educação pública na cidade do Rio de Janeiro.

Mas a secretária que começou isso saiu com láureas e o prefeito que impõe a falência é reeleito.

E um bando de ignóbeis ainda vocifera “chega de Paulo Freire”.

Pais lindo, povo gentil.

Abraços,

Declev Reynier Dib Ferreira
Cansado

2 comentários sobre “A escola tá um caos! – Por que será?

  1. É meu amigo…é lamentável que você esteja passando por isso! Professores cansados e alunos desinteressados, conheço bem esta realidade. Infelizmente, quando penso na crise, não penso na econômica, mas sim na pobreza do conhecimento, da cultura e principalmente da ética. Isto sim, me preocupa… Um grande abraço!
    Eliane Gouvêa

Os comentários estão encerrados