Sistema reprodutor, sexualidade, educação sexual: sexo na escola…

Não sou sexólogo, mas, como professor – especialmente como professor de ciências –, sou quase sexólogo.

Poderia lançar mão da opção de tratar superficialmente este tema, trabalhando apenas aspectos técnicos, tais como a estrutura dos sistemas reprodutores, por exemplo, mas enveredo pelos aspectos sociais e pessoais da questão.

Passa a ser uma forma de trabalhar o conteúdo curricular corpo humanosistema reprodutor e, ao mesmo tempo, desenvolver uma educação sexual, tão necessária à faixa etária à qual leciono – entre 11 a 14 anos.

Procuro deixar os alunos e alunas à vontade, falando abertamente de quaisquer questões e respondendo todas as dúvidas.

Para isso, este ano fiz a seguinte dinâmica:

  • Distribuí pedaços de papel em branco, iguais, para os alunos escreverem perguntas sobre qualquer assunto relacionado ao grande tema sexualidade.
  • Cada aluno poderia escrever quantas perguntas quisesse, uma em cada pedaço de papel.
  • As perguntas foram feitas anonimamente. Assim, ninguém saberia quem escreveu esta ou aquela – ao menos que as fizessem juntos, o que também poderia. Nem eu mesmo sabia de quem era.
  • Os pedaços de papel foram colocados em uma “urna” – qualquer recipiente –, da qual eram retirados um a um, tendo sua pergunta respondida e debatida.

Isso gerou um grande interesse, lógico… este assunto eles adoram debater.

E se sentiram, ao mesmo tempo, livres para falar de todas as dúvidas.

Inclusive para fazer uma série de perguntas sobre… minha vida sexual!

Adolescentes!

Abraços,

Declev Reynier Dib-Ferreira
Professor sexólogo

Um comentário sobre “Sistema reprodutor, sexualidade, educação sexual: sexo na escola…

Os comentários estão encerrados